sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

São Paulo pode ganhar praia de nudismo; saiba quais são as oito oficiais do Brasil

Praia Brava em São Sebastião
Praia Brava em São Sebastião
 Na praia Brava, em São Sebastião, litoral norte de São Paulo (191 km da capital), a prática do naturismo já é informalmente tolerada, mas em breve pode virar oficial. De acordo com a Federação Brasileira de Naturismo (FBrN), ela pode virar um local exclusivo para nudistas.


“Há uma tentativa nesse sentido. Por ela ser uma praia de surfistas, e de difícil acesso, muitos frequentadores já praticam o naturismo, mas nada oficial ainda”, afirmou o vice-presidente da FBrN, Marcelo Pacheco. Há cerca de dois anos, a federação tenta oficializar a área.

Por enquanto, os adeptos podem ficar nus na praia, e alguns ficam. Mas, se houver reclamação de algum outro banhista, a pessoa deve se retirar ou colocar roupas. Já nas oito praias onde a prática é regulamentada, só entram pessoas que estejam nuas e que sigam as normas do código de ética da federação.

O perfil dos frequentadores é um dos primeiros passos no processo de regulamentação de um local como naturista. “Mas, para uma praia se tornar naturista, o principal item é a segurança. Um grupo de adeptos deve assumir o controle de ética no local, orientando a todos que vão visitar sobre as regras do naturismo. Depois, o projeto pode ser aprovado pelo prefeito através de um decreto-lei ou através da Câmara de vereadores, por lei municipal, o que pode levar em média 30 dias”, explica Pacheco.
Estima-se que 500 mil pessoas no Brasil sejam adeptas do naturismo. Destas, cerca de 1.200 estão inscritas na federação.

O naturismo cultua o cuidado com o corpo, além da prática do nudismo. Conta-se que esta filosofia de vida foi trazida ao Brasil por Dora Vivacqua, nome verdadeiro da atriz conhecida como Luz del Fuego. Ela praticava o naturismo na região da Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro, nas décadas de 40 e 50. Ficou conhecida, na época, por dançar com cobras enroladas ao corpo.

Porto Alegre entra na lista
Em reuniões realizadas pela FBrN no fim do ano passado, ficou decidido que Porto Alegre também ganhará em breve uma praia naturista. “As pessoas opinaram que, sim, a cidade deve ter uma praia de nudismo. Foi agendada uma reunião em março para discutirmos qual é o local mais apropriado para só então organizarmos o grupo de trabalho”, disse Pacheco, que participou das reuniões.

Praias e regras
Ao todo, o Brasil possui oito praias naturistas. Todas elas seguem as normas de conduta e ética redigidas pela federação em 1996, e são monitoradas por grupos naturistas.

Entre as regras, é considerada falta grave “ter comportamento sexualmente ostensivo e/ou praticar atos de caráter sexual ou obscenos nas áreas públicas”.

Além disso, o grupo naturista repudia danos à flora e à fauna e o excesso de ingestão de bebidas alcoólicas, e prega que necessidades fisiológicas devem ser feitas em áreas próprias para isso, nunca no mar ou na areia.

Priscila Tieppo
Do UOL, em São Paulo 
Por uma questão de higiene e saúde, é recomendado aos banhistas que tenham sempre uma canga ou toalha para se sentar. 
As praias naturistas são:

Bahia
 Massarandupió

Espírito Santo
 Barra Seca

Paraíba
 Tambaba

Rio de Janeiro
 Abricó
 Olho de Boi

Santa Catarina
 Galheta
 Pinho
 Pedras Altas

2 comentários:

Aparecido Sassaki disse...

Só falta mesmo no estado de São Paulo, deveria ser aprovada logo

Alvanique Ferreira disse...

Também acho que já está na hora de regularizar essas duas...Será uma nova forma de atrair mais turistas e experimentar uma forma diferente de apreciar a natureza.